PM Mobile reduz tempo de atendimento e melhora aproveitamento do efetivo em Blumenau  - Segurança - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Segurança29/11/2017 | 10h00Atualizada em 29/11/2017 | 10h05

PM Mobile reduz tempo de atendimento e melhora aproveitamento do efetivo em Blumenau 

Há quase um ano e meio nas viaturas policiais, aplicativo diminuiu para até 15 minutos a duração média das ocorrências

PM Mobile reduz tempo de atendimento e melhora aproveitamento do efetivo em Blumenau  Luís Carlos Kriewall Filho/Especial
O que antes era preenchido em 15 diferentes formulários, hoje é feito pelo sistema, o que otimizou o trabalhos de policiais militares Foto: Luís Carlos Kriewall Filho / Especial

A entrada da tecnologia como instrumento de trabalho policial para a diminuição de processos e o combate ao crime acumula bons resultados em Blumenau. Em julho do ano passado, policiais militares da cidade começaram a atuar com o PM Mobile, que já havia sido usado por cerca de um ano de forma experimental em Camboriú e Balneário Camboriú. A ferramenta agradou, avançou para outras cidades e, em maio deste ano, o governo do Estado anunciou ter chegado a 100% de cobertura em todo o Estado.

Em Blumenau, a avaliação desse quase um ano e meio de PM Mobile na cidade é altamente positiva. O chefe de Relações Públicas da PM de Blumenau, Nicolas Vasconcelos Marques, informa que não há dados computados para comparar o número de ocorrências registradas no período com a nova tecnologia. No entanto, ele explica que o sistema diminuiu o tempo médio de atendimento de uma ocorrência de 40 para até 15 minutos, de acordo com o caso.

Chamados que antes exigiam o preenchimento de até 15 formulários diferentes – que mais tarde seriam digitados por outro policial em um serviço administrativo no batalhão – agora são registrados na hora pelo aplicativo dos tablets que equipam as viaturas. Essas informações já alimentam um banco de dados que permite ao comando da PM visualizá-los pela região em que mais ocorre, exibindo espécies de manchas criminais da cidade.

Tudo isso fez o papel nas mesas do 10º Batalhão da PM virar coisa rara. Essa diminuição no tempo necessário para atender um crime resulta também em um aumento do potencial da estrutura policial existente.

— Na prática é como se houvesse um ganho de efetivo porque há um melhor aproveitamento, uma capacidade de produção maior — pontua o tenente Nicolas.

Câmeras individuais e aplicativo para acionar a PM são novidades

O ano que vem deve continuar sendo de novidades na área de tecnologia da PM. A primeira delas promete ser o CopCast. O sistema consiste em câmeras individuais utilizadas pelos policiais para registrar todos os fatos durante um atendimento a ocorrências. O equipamento utiliza a localização de GPS do policial e é acionado automaticamente assim que o PM chega ao local da ocorrência. O CopCast foi desenvolvido por um instituto do Rio de Janeiro e será aplicado em parceria com a PM-SC. O piloto foi anunciado no último dia 23 e será feito em Tubarão, no Sul do Estado, mas a intenção é expandi-lo para outras cidades de Santa Catarina.

Outra proposta de inovação tecnológica na PM é o aplicativo PMSC Cidadão, apresentado ao governador Raimundo Colombo (PSD) há duas semanas. A ferramenta é uma espécie de 190 via smartphone, que permite acionar a Polícia Militar de forma ágil e silenciosa pelo app e também informar a localização, enviar fotos, vídeos e áudios. Haverá também um botão do pânico para casos urgentes e possibilidade de avaliar atendimento policial. O investimento total da criação do aplicativo está orçado em R$ 1 milhão e a intenção da PM é lançar o PMSC Cidadão já no próximo ano.

— Costumo fazer uma comparação: para o cidadão entrar em contato com a viatura, tem dois braços. O primeiro é o contato com a central de emergência, que é o telefone 190. O segundo é a central que repassa o chamado para a viatura. Esse segundo braço é robótico, extremamente moderno, com todo esse sistema, mas o primeiro ainda é de pau, precário, o mesmo desde que foi criado. É o que falta para termos o ciclo completo de tecnologia no atendimento de ocorrências, e é isso que vai ser lançado — projeta o tenente Nicolas, que é também um dos responsáveis pela criação do aplicativo.

Leia mais:

::: PM corta rondas e atendimentos em Blumenau por falta de dinheiro para combustível

::: Confira outras notícias de Segurança

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaClóvis Reis: PM cobra fiscalização da Caixa em condomínios populares de Blumenau https://t.co/qRoFrmAEu4 #LeiaNoSantahá 39 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaMotociclista morre em acidente na SC-477, em Rodeio https://t.co/idnWNTGpVW #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet

Veja também

Jornal de Santa Catarina
Busca