Diogo Vargas: assaltante de bancos Papagaio está foragido mais uma vez - Segurança - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Opinião11/12/2017 | 18h24Atualizada em 11/12/2017 | 18h24

Diogo Vargas: assaltante de bancos Papagaio está foragido mais uma vez

Ladrão de bancos não se apresentou após trabalho externo e saída temporária em Porto Alegre

Diogo Vargas: assaltante de bancos Papagaio está foragido mais uma vez Ronaldo bernardi - Banco de Dados 30/11/2006/
Foto: Ronaldo bernardi - Banco de Dados 30/11/2006

A polícia catarinense está alerta com a liberdade do assaltante de bancos e carros-fortes Cláudio Adriano Ribeiro, o Papagaio. Ele é considerado foragido desde a última sexta-feira (8) em razão de não ter retornado de trabalho externo e saída temporária autorizadas pela Justiça em Porto Alegre (RS).

A notícia que o criminoso gaúcho está novamente nas ruas logo repercutiu entre policiais catarinenses. Isso porque Santa Catarina costuma figurar nas rotas de fugas do bandido, além de ter agido em ataques também no Estado.

– Estamos atentos, é questão de tempo para aparecer em algum lugar – disse o delegado da Divisão de Roubos e Antissequestro da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), Anselmo Cruz.

A Polícia Militar também recebeu o alerta pelo sistema de inteligência do Estado. Há receio que se envolva em novos assaltos ou também atue na troca de informações com criminosos catarinenses, pois possui rede de contatos com o crime organizado local.

Condenado a mais de 55 anos de prisão por assaltos a bancos e carros-fortes, Papagaio foi preso em Santa Catarina quatro vezes após fugas no estado vizinho. As capturas foram em Ibiraquera, Sul do Estado (2000); Balneário Camboriú, litoral Norte (2006); Tubarão, Sul do Estado (2008) e Brusque, no Vale do Itajaí (2011).

Isso sem contar uma fuga que protagonizou após um milionário assalto a banco em Blumenau, em 1997. Baleado, foi levado para o Hospital em São José, onde foi resgatado naquele ano.

A última prisão em SC foi em Brusque, no dia 24 de dezembro de 2011, ao ser monitorado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco).  Estava com nome falso e , ao ser surpreendido, participava de um churrasco em uma casa. Papagaio ainda tentou fugir, mas sem sucesso. A polícia o considera um dos maiores e mais perigosos ladrões de bancos e carros-fortes do Sul do País.

Denuncie pelo telefone:
181 Disque-denúncia Polícia Civil
190 Polícia Militar

Acompanhe outras publicações de Diogo Vargas

Leia também: 

Diogo Vargas: A frieza de um crime cruel 

Diogo Vargas: um cemitério clandestino em Florianópolis

Diogo Vargas: A cara da violência bate na porta da Secretaria de Segurança

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaJovem morre após colisão em árvore na BR-470, em Trombudo Central, no Vale do Itajaí https://t.co/5tn8POfN57 #LeiaNoSantahá 1 diaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaÀs 18h, os brinquedos da Planetapeia vão percorrer os setor do Parque Vila Germânica. Às 19h será a vez de atrações… https://t.co/hdgiMphZqbhá 9 diasRetweet

Veja também

Jornal de Santa Catarina
Busca