Em meio à crescimento da violência em SC, governo lança Operação Veraneio - Segurança - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Segurança18/12/2017 | 13h45Atualizada em 18/12/2017 | 13h45

Em meio à crescimento da violência em SC, governo lança Operação Veraneio

Lançamento oficial da atividade será às 15h, em Florianópolis

Em meio à crescimento da violência em SC, governo lança Operação Veraneio Diorgenes Pandini/Diário Catarinense
Foto: Diorgenes Pandini / Diário Catarinense
Diário Catarinense
Diário Catarinense

Com a violência em crescimento em Santa Catarina, o governo do Estado lança nesta segunda-feira à tarde a Operação Veraneio 2017/2018. Durante os 78 dias dos trabalhos, as forças de segurança terão reforços em seus efetivos em 61 cidades do Litoral catarinense. A primeira etapa da ação iniciou ainda em outubro, apenas com o Corpo de Bombeiros, mas partir dessa semanas as polícias civil e Militar, o Instituto Geral de Perícias (IGP) e o Detran também farão parte do projeto. O lançamento oficial da atividade será às 15h, no Centro de Ensino do Corpo de Bombeiros Militar, no bairro da Trindade.

A PM vai atuar em 146 praias de 52 municípios, além de 26 estâncias hidrominerais. O efetivo destinado para a operação será de 5.077 servidores, praticamente metade de todo o quadro da corporação em SC. Deste número, 3.970 trabalham nas própria região e outros 1.107 serão alocados temporariamente.

Pelo Corpo de Bombeiros a mobilização vai ocorrer em 35 cidades, com monitoramento de 159 pontos e 326 quilômetros de áreas para banho. Temporariamente, vão atuar no verão catarinense 1,5 mil guarda-vidas. Duzentos bombeiros militares vão ser deslocados para cumprirem as escalas no Litoral e em balneários. A Polícia Civil terá reforço em 26 dos 36 municípios onde estará na operação. O helicóptero do Serviço Aeropolicial também vai participar do trabalho.

A projeção da Secretaria de Segurança Pública (SSP) é aplicar R$ 33 milhões em valores para o pagamento de diárias dos policiais, além de alimentação e subsídio para os guarda-vidas civis. Os efetivos das polícias Civil e Militar que recentemente se formaram devem ser destinados para o reforço no Litoral.

Leia também:

 ::: Aumento da criminalidade em SC expõe desafio do Estado em conter a guerra de facções
::: Crimes aumentam em SC enquanto efetivo policial cai
::: Confira mais notícias de Segurança 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaEspecialistas respondem: por que chove tanto em SC? https://t.co/NFr1vMIoU1 #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaDeputado Valdir Colatto sofre acidente na BR-282, em Xaxim, mas passa bem https://t.co/6AcACqfQdc #LeiaNoSantahá 10 horas Retweet

Veja também

Jornal de Santa Catarina
Busca