"O pessoal está com medo. Eu sei porque já passei por isso", afirma presidente do Sindetranscol - Segurança - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Insegurança01/12/2017 | 12h32Atualizada em 01/12/2017 | 15h05

 "O pessoal está com medo. Eu sei porque já passei por isso", afirma presidente do Sindetranscol

 Pradelino Moreira da Silva lamenta comentários sobre o envolvimento do sindicato dos funcionários do transporte coletivo de Blumenau no ataque contra 11 ônibus e exige segurança aos trabalhadores

 "O pessoal está com medo. Eu sei porque já passei por isso", afirma presidente do Sindetranscol Luis Carlos Kriewall Filho/Especial
Sindicato vai conversar na tarde desta sexta-feira com os motoristas e cobradores que estavam nos veículos atingidos Foto: Luis Carlos Kriewall Filho / Especial

Na manhã desta sexta-feira, o presidente do Sindicato dos Empregados das Empresas Permissionárias do Transporte Coletivo Urbano de Blumenau (Sindetranscol), Pradelino Moreira da Silva, relembrou o que aconteceu com ele ao escutar colegas relatando o ataque a 11 ônibus nas ruas de Blumenau

— Hoje (sexta-feira) de manhã estava no Terminal da Fonte, no Garcia, conversando com trabalhadores ali e na verdade eu sei o que eles estão sentindo. O pessoal está com medo, imagina o estrago que faz se pegar no cobrador, no motorista ou nos passageiros. Eu sei por que já passei por isso. Quando eu estava no volante há oito anos, indo para o Terminal da Velha aconteceu um caso desses. A gente sabe como é e o medo que fica — comenta. 

O sindicalista ressalta que durante à tarde o Sindetranscol vai conversar com os motoristas e cobradores que estavam nos veículos atingidos para saber detalhes da ação e escutar a versão dos colegas. Embora reconheça pouco se recordar do que aconteceu quando ele estava dentro de um dos veículos atingidos há alguns anos, Pradelino sabe da importância de discutir o assunto e encontrar soluções para garantir um trabalho seguro.

— Estamos tratando justamente disso para ver o que será feito, pois é uma situação muito complicada, precisamos de segurança para os trabalhadores. A gente tem escutado comentários maldosos, pessoas falando sobre que isso é coisa do sindicato. Jamais vamos fazer isso com os nossos trabalhadores, precisamos deixar isso claro — enfatiza.

Leia mais
::  Onze ônibus são atacados em Blumenau
::
Confira outras notícias de Blumenau e região em santa.com.br

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPM de Blumenau prende dois homens em flagrante por tráfico  https://t.co/3NdzwCaAtD #LeiaNoSantahá 9 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaBlumenau sobe cinco posições e alcança o 60º lugar em ranking nacional  https://t.co/hBgyaoRoaG #LeiaNoSantahá 9 horas Retweet

Veja também

Jornal de Santa Catarina
Busca
Imprimir