Homem que agrediu criança em Navegantes segue preso e responderá por homicídio qualificado - Segurança - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Investigação28/02/2018 | 14h15Atualizada em 28/02/2018 | 14h15

Homem que agrediu criança em Navegantes segue preso e responderá por homicídio qualificado

Em depoimento, homem alegou problema de visão e disse que agressão ocorreu após discussão por causa de patrimônio

Homem que agrediu criança em Navegantes segue preso e responderá por homicídio qualificado Luiz Carlos de Souza/Arquivo pessoal
Foto: Luiz Carlos de Souza / Arquivo pessoal

O homem de 43 anos preso em flagrante após agredir uma menina de 1 ano e 7 meses na cabeça permanece detido no presídio do Complexo Penitenciário da Canhanduba, em Itajaí. Ele teve a prisão em flagrante convertida para prisão preventiva e deve responder por homicídio qualificado. O inquérito aguarda documentos como o atestado de óbito da menina e deve ser concluído em cerca de 10 dias. A menina foi internada ainda na segunda-feira, mas morreu na madrugada desta quarta-feira, no Hospital Pequeno Anjo, em Itajaí.

Segundo o delegado da Polícia Civil de Navegantes, Gustavo Delta, em depoimento o autor do golpe contra a menina alegou que a agressão ocorreu durante uma discussão com a irmã dele, avó da criança de 1 ano e 7 meses e que tinha a guarda legal da pequena. A irmã do suspeito teria ido até a casa dele para questionar o fato de o homem ter colocado uma terceira pessoa para morar na residência, que fazia parte do patrimônio de toda a família.

– Ele desferiu o golpe na direção da irmã e da criança, mas acabou atingindo a cabeça da menina. Ele assumiu o risco de provocar essa lesão, que causou a morte dela – afirma o delegado.

Delta confirma que o homem aparenta ter um problema de visão e que alegou isso no depoimento, mas ressalta que até o momento o advogado não apresentou nenhum documento que comprove essa lesão.

O avô da menina, Ivan César Bittencourt, questiona essa informação e diz que isso levou à família a preocupação de que o suspeito possa ter a pena diminuída.

- Se é assim, como é que ele enxergou a minha esposa há mais de 20 metros, como é que andava pela rua, pilotava moto, trabalhava? Ele enxergava bem. Arrancaram de mim a minha neta, parece que arrancaram de mim as pernas - lamenta o avô paterno.

O velório da menina ocorre no Cemitério Parque Jardim dos Florais, em Navegantes, e o sepultamento está marcado para as 14h desta quinta-feira.

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaBlumenau supera Joinville e conquista o quarto título da Olesc  https://t.co/JFTGP19eRxhá 10 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCriminosos quebram parede e arrombam cofre de farmácia na Itoupava Central em Blumenau  https://t.co/VQFH0Vgu8ghá 16 horas Retweet

Veja também

Jornal de Santa Catarina
Busca