Acusados pelo assassinato de jovem queimada viva em Brusque são condenados - Segurança - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Punição14/04/2018 | 08h25Atualizada em 14/04/2018 | 08h40

Acusados pelo assassinato de jovem queimada viva em Brusque são condenados

Somadas, as penas de Cláudio Batista Santos e Júlio Cesar Poroski ultrapassam 45 anos 

  

Roberta Keller
Roberta Keller foi assassinada em maio do ano passado, aos 19 anosFoto: Divulgação / Facebook

Cláudio Batista Santos e Júlio Cesar Poroski foram condenados nesta sexta-feira pelo assassinato de Roberta Keller, no ano passado. O júri que começou às 8h30min e terminou no fim da tarde, por volta das 17h. Juntos, eles receberam pena de 45 anos e um mês de prisão. 

Em maio de 2017, aos 19 anos, a jovem foi queimada viva e jogada em uma vala. O crime foi classificado como homicídio triplamente qualificado, por motivo torpe, meio cruel e sem que a vítima tivesse oportunidade de se defender. 

Santos pegou 25 anos e nove meses de reclusão. A pena de Júlio Cesar Poroski, que confessou participação crime, foi de 19 anos e dois meses. Outros dois acusados de envolvimento não foram julgados ainda porque recorreram ao Tribunal de Justiça.

Com informações de Eduardo Cristofoli, da NSC TV

Leia também:

Jovem de 19 anos é encontrada morta em Brusque

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaDuas pessoas morrem em acidente na BR-470, em Ilhota https://t.co/DzntbjJaXo #LeiaNoSantahá 2 diasRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaDois homens são presos após roubo a lotérica no Centro de Gaspar https://t.co/4xM5W69r7C #LeiaNoSantahá 2 diasRetweet

Veja também

Jornal de Santa Catarina
Busca