Polícia descarta hipótese de latrocínio no caso da mãe e filha encontradas mortas em Blumenau - Segurança - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Crime05/04/2018 | 12h25Atualizada em 05/04/2018 | 17h55

Polícia descarta hipótese de latrocínio no caso da mãe e filha encontradas mortas em Blumenau

Carro da costureira Inês do Amaral foi encontrado na manhã desta quinta-feira em uma rua no bairro Itoupava Norte

 

Inês do Amaral, de 57 anos, e sua filha Franciele Will, de 30 anos, foram mortas à facadas na noite de quarta-feira em Blumenau
Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

A Polícia Civil de Blumenau encontrou na manhã desta quinta-feira o carro da costureira Inês do Amaral, uma das vítimas do duplo homicídio registrado na noite de quarta-feira no bairro Tribess. O veículo foi localizado na Rua Nossa Senhora de Fátima, no bairro Itoupava Norte. Conforme a polícia, o automóvel teria sido levado após o crime.

Inês, 57 anos, e a filha Franciele Will, 30 anos, foram mortas à facadas na noite de quarta-feira dentro de casa na Rua Marquês Santo Amaro, no bairro Tribess. Elas já estavam sem sinais vitais quando Odair Will, de 22, outro filho de Inês teria chegado à casa da família. Onildo do Amaral, irmão de Inês, conta detalhes do crime:

— Por volta das 21h30min meu sobrinho chegou e encontrou uma cena macabra. Minha irmã foi encontrada no quarto asfixiada, e a Franciele na cozinha. Nada foi levado de dentro da casa. Quem cometeu esse crime veio, sabia o que iria fazer e saiu com o dever cumprido.

A região onde o crime ocorreu é considerada tranquila. Uma das vizinhas das vítimas diz que não ouviu nada:

— normalmente os cachorros latem bastante, não se ouviu nada. Ontem (quarta-feira) não ouvimos nada, tudo em silêncio, nada de discussão, isso que chamou atenção da gente. Nós éramos amigos. Aqui é um lugar tranquilo, até agora nos 35 anos que moro aqui nunca houve um fato desses — conta Elisabeth Costa.

Leia mais
Homem é morto com tiro na Itoupavazinha
Corpo encontrado esquartejado no Vorstadt é identificado

A polícia instaurou inquérito e apesar do autor ter levado o veículo da vítima para a fuga, a hipótese de latrocínio foi descartada pela polícia, que trabalha o fato como duplo homicídio.

— Em virtude de outros vestígios coletados no local dos fatos, pois nenhum objeto está desalinhado, nenhum eletrônico subtraído, inclusive os pertences da vítima estavam no local. A porta da residência não estava arrombada. Sugere que seja alguém próximo da família, que tinha algum desentendimento anterior aos fatos — pondera o delegado Bruno Effori.

A polícia não tem nenhum suspeito e os primeiros depoimentos foram tomados nesta tarde e durante a semana mais pessoas devem ser ouvidas.  A partir daí, Effori e sua equipe pretendem traçar uma linha de investigação. O IML informou que ainda não foi feita perícia para apontar as causas da morte.

O velório das vítimas começou às 17h na capela São Francisco de Assis, no bairro Fortaleza. Mãe e filha serão sepultadas nesta sexta, às 10h, no cemitério municipal da Rua João Pessoa, em Blumenau.

Com esses duas mortes, Blumenau chega a 15 homicídios registrados em 2018, esta foi a quarta morte registrada na cidade nos últimos sete dias.

(Colaborou Marina Dalcastagne)

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaHomem de 60 anos é morto no bairro Vorstadt, em Blumenau https://t.co/PwK7Di11kR #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaComo estão as obras de mobilidade em Blumenau https://t.co/Bktf9W5vCj #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet

Veja também

Jornal de Santa Catarina
Busca