Proprietário entra com ação para despejar ciganos de terreno invadido em Blumenau - Segurança - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Segurança17/09/2018 | 17h13Atualizada em 17/09/2018 | 17h13

Proprietário entra com ação para despejar ciganos de terreno invadido em Blumenau

No domingo uma briga no local, às margens da Via Expressa, terminou com carros apedrejados

Proprietário entra com ação para despejar ciganos de terreno invadido em Blumenau Patrick Rodrigues/Jornal de Santa Catarina
No domingo, uma confusão às margens da Via Expressa terminou com carros apedrejados. Foto: Patrick Rodrigues / Jornal de Santa Catarina

A prefeitura de Blumenau vai notificar uma administradora de bens proprietária de um terreno às margens da Via Expressa, que foi ocupado por ciganos. A medida foi tomada após o incidente registrado neste domingo, que acabou gerando uma confusão no trânsito de Blumenau.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Social de Blumenau (Semudes), Oscar Guilherme Grotmann Filho, este grupo ocupava a área onde fica o monumento feito pelo artista Guido Heuer. Uma ação da equipe da Semudes retirou os ciganos do local, mas eles migraram para este terreno de propriedade privada. Para o secretário o episódio deste domingo acende um alerta.

– Nós fizemos o trabalho preventivo junto ao Centro Pop, com uma abordagem social. O trabalho de orientação é feito, mas eles não querem nenhum serviço que oferecemos – afirma Grotmann.

A Polícia Militar entende que até o momento este caso é isolado e que não há necessidade de fazer um trabalho ostensivo, além das rondas. De acordo com o tenente-coronel Jefferson Schmidt, comandante do 10º Batalhão da PM, sempre que houver alguma ocorrência os PMSs vão fazer sua atuação, a não ser se tiver uma grande incidência.

– Se as ocorrências no local se tornarem recorrentes, aí sim vamos acionar outros órgãos e tomar outra atitude – completa. 

A Semudes informou que a notificação vai informar das ocorrências registradas no local, ocupação irregular e solicitar providências do proprietário do imóvel. Se necessário, a secretaria poderá solicitar apoio policial para fazer a abordagem. 

– Nossa função é social e não de polícia, atuamos pra verificar as necessidades dessas pessoas, verificar se há menor em estado de abandono. Cabe aos proprietários se manifestar em 10 dias – completa.

Procurado pela reportagem, o proprietário do imóvel disse que há uma semana teve o seu terreno invadido. Ele entrou com uma ação de despejo na tarde desta segunda-feira para retirar os ciganos do local.

– Fui orientado pela PM que só com uma ação de despejo para tirar o pessoal do terreno. Agora estou gastando com o processo pra retirar o pessoal de um local que é meu – reclama o proprietário do terreno que não quis se identificar. 

O dono diz que o local tinha cerca e portão, que foram arrancados. Depois da retirada dos ciganos, o empresário afirma que vai fechar o local para evitar novas invasões.

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPolícia Civil apreende 1,6 quilo de crack e R$ 35 mil no bairro Ponta Aguda, em Blumenau  https://t.co/76jSzxYBdlhá 21 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaPolícia Civil apreende 1,6 quilo de crack e R$ 35 mil no bairro Ponta Aguda, em Blumenau  https://t.co/76jSzygc4Thá 1 horaRetweet

Veja também

Jornal de Santa Catarina
Busca