Roubo a comércio durante o dia na Rua XV desperta discussão sobre segurança na região central - Segurança - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Segurança11/09/2018 | 11h30Atualizada em 11/09/2018 | 11h56

Roubo a comércio durante o dia na Rua XV desperta discussão sobre segurança na região central

Sindicato dos lojistas encara situação como pontual, mas afirma que durante à noite serviço de vigilância deve reforçar monitoramento

Roubo a comércio durante o dia na Rua XV desperta discussão sobre segurança na região central Patrick Rodrigues/Jornal de Santa Catarina
Foto: Patrick Rodrigues / Jornal de Santa Catarina

O roubo a uma loja no início da Rua XV de Novembro acendeu um alerta para a segurança de comerciantes da região central. Na tarde de segunda-feira, por volta das 15h, dois homens assaltaram um comércio na esquina da principal via do comércio com a Rua Nereu Ramos. Segundo a atendente, os bandidos chegaram no caixa, mostraram a arma embaixo da camisa e fugiram levando o dinheiro do caixa, cerca de R$ 400.

– Eles esperaram o movimento da loja diminuir para entrar. A gente fica com uma sensação de impotência, de não poder fazer nada – conta a atendente Nildéia Soares Barra.

O estabelecimento já tinha instalado câmeras de segurança em razão de furtos sofridos no passado. Foram feitas rondas na localidade, mas até a manhã desta terça-feira nenhum suspeito havia sido preso. A Polícia Militar informou que há muito tempo não havia registro de roubo na região central e que, como ninguém foi detido em flagrante, a investigação agora caberá à Polícia Civil, que poderá contar com as câmeras de videomonitoramento para identificar os suspeitos.

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Blumenau (Sindilojas), Emílio Schramm, afirma que roubos como o registrado nesta segunda são pontuais. Segundo ele, o trabalho da Bike Patrulha, que há pouco mais de um ano faz a segurança das ruas centrais, ajuda a inibir este tipo de crime durante o dia.

– Estatisticamente, se você for olhar, o Centro ainda é um dos bairros mais seguros, com menos ocorrências – afirma.

No entanto, a preocupação do dirigente e dos lojistas aumenta quando o assunto é o período da noite. É neste horário em que as lojas registram arrombamentos e pequenos furtos. Para evitar esse tipo de crime, a partir de novembro a região da Rua XV de Novembro deve passar a contar com vigilantes noturnos que vão percorrer o trecho de motocicleta para inibir e identificar autores de eventuais furtos. Os próprios lojistas é que vão custear esse serviço extra de segurança no período noturno.

:: Leia mais notícias de segurança no Santa

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaDuas pessoas morrem em acidente na BR-470, em Ilhota https://t.co/DzntbjJaXo #LeiaNoSantahá 3 diasRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaDois homens são presos após roubo a lotérica no Centro de Gaspar https://t.co/4xM5W69r7C #LeiaNoSantahá 3 diasRetweet

Veja também

Jornal de Santa Catarina
Busca